Menu
Your Cart

RESGATES - Combate ao trabalho escravo contemporâneo no Brasil

RESGATES - Combate ao trabalho escravo contemporâneo no Brasil
RESGATES - Combate ao trabalho escravo contemporâneo no Brasil
R$140,00
  • Estoque: Em estoque
  • Modelo: 210
  • Peso: 200.00g
  • Dimensões: 24.00cm x 17.00cm x 24.00cm
  • ISBN: 978-65-5509-049-9

RESGATES - Combate ao trabalho escravo contemporâneo no Brasil

Organizador: Márcio José Leitão de Siqueira Autores: Cláudia Márcia Ribeiro, Marcelo Gonçalves Campos, Márcio José Leitão de Siqueira, Marinalva Cardoso Dantas, Maurício Krepsky Fagundes, Paulo César Lima, Sérgio Carvalho, Valderez Maria Monte Rodrigues


SUMÁRIO

PREFÁCIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 Ricardo Rezende Figueira

INTRODUÇÃO TEU ABANDONO, MINHA RAZÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 Márcio José Leitão de Siqueira.

COMBATE AO TRABALHO ESCRAVO NO BRASIL: O NASCIMENTO DO GRUPO ESPECIAL DE FISCALIZAÇÃO MÓVEL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29 Marcelo Gonçalves Campos

GRUPO MÓVEL – UMA INOVAÇÃO QUE DEU CERTO! . . . . . . . . 51 Cláudia Márcia Ribeiro

AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES SUBMETIDOS À ESCRAVIDÃO CONTEMPORÂNEA NO BRASIL . . . . . . . . . . . . 65 Marinalva Cardoso Dantas

FAZENDA CONFUSÃO - PRIMEIROS PASSOS DE UMA MULHER OBSTINADA PELA CIDADANIA NO TRABALHO . . . . . . . . 81

Valderez Maria Monte Rodrigues SOBRE O PESO DAS CORRENTES EM TEUS OMBROS . . . . . . . . . 93 Ensaio fotográfico de Sérgio Carvalho

TRABALHO ESCRAVO E FOTOGRAFIA: PEQUENOS RELATOS VIVIDOS NO GRUPO MÓVEL . . . . . . . . . . 127 Sérgio Carvalho

O SUOR DOS EXPLORADOS SUSTENTA OS EXPLORADORES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .137 Paulo César Lima

RESGATES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 143 Márcio José Leitão de Siqueira

CONCLUSÃO O LEGADO DA CRIAÇÃO DA MÓVEL . . . . . . . . . . . . . . . . . 165 Maurício Krepsky Fagundes

POSFÁCIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 187 Paula Maria do Nascimento Mazzulo

GRATIDÃO! . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 195

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
Ruim Bom
Este site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando neste site, você concorda com a nossa Política de Privacidade e com a utilização destas tecnologias.